juizNa quarta-feira passada (12), o Banco do Brasil em Ariquemes foi condenado a pagar uma indenização de quase 25 mil reais ao cliente Elizeu Martins de Souza por danos morais e materiais. Segundo ele, serviu como fiador em contrato de abertura de crédito rural, no valor de R$ 5.741,32, sendo o débito foi devidamente quitado, mas sem a autorização do cliente, o banco formalizou novo contrato na quantia de R$ 7.430,00, resultando na negativação dele em razão desta suposta dívida. Para retirar o nome do rol dos maus pagadores, o Elizeu teve de pagar do próprio bolso a quantia para quitar a dívida cobrada indevidamente.
A instituição bancária alegou a ausência dos pressupostos da obrigação de indenizar. Impugnou os danos morais, a repetição de indébito e a inversão ao ônus da prova. Por fim, requereu a improcedência total do pedido.
 Fonte: rondoniavip.com