Policiais federais realizaram em todo o dia de ontem operações-padrão de fiscalização em todo o Brasil. Aeroportos das capitais e interior, fronteiras, portos e rodovias foram alvo dos policiais federais. Ao longo do dia, os policiais apreenderam nas operações, cocaína, maconha, contrabando e armas. As operações-padrão deviam fazer parte do dia-a-dia da PF, mas em razão do baixo efetivo de agentes, escrivães e papiloscopistas não são realizadas.

 Durante a operação os policiais também protestaram contra o governo que, depois de 900 dias de negociação, com a categoria não apresentou qualquer proposta para reestruturação da carreira e reestruturação salarial.  A Operação Blackout como foi batizada pelos policiais foi deflagrada em todo o país.  Em Pacaraima na fronteira com a Venezuela EPA´s realizam operação desde as primeiras horas de hoje. Em Teresina, mesmo com o feriado estadual, os federais realizam a maior operação que o Piauí já presenciou. No porto de Itaqui em São Luis a operação  abordou carros e caminhões. No dia-a-dia o plantão neste proto tem um único agente federal.

 STJ – No final da noite desta quinta-feira, 16, o Superior Tribunal de Justiça deferiu liminar proibindo as operações-padrão em nível nacional. A decisão ainda não foi encaminhada oficialemnte à Fenapef, mas, em tese, impede os federais de exercerem suas atividades quando elas, por exemplo, provocarem filas em razão de uma revista ou checagem de documentação rigorosa. Ainda na noite de ontem os advogados foram acionados.

 Fonte: Agência Fenapef