A Receita Federal liberou nesta terça-feira (10) a consulta ao maior lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física da história, no total de R$ 2,6 bilhões, para 2,46 milhões de contribuintes. Porém, quem tenta acessar o site da Receita enfrenta problemas de instabilidade, com a página chegando a ficar fora do ar.

 Parte dos contribuintes que procuram ter acesso aos dados recebe a seguinte informação: “Erro na Habilitação do Usuário. Aplicação temporariamente indisponível.” Outros encontram erro no código de acesso e a página demora a ser carregada.

 O Supervisor Nacional do Imposto de Renda, Joaquim Joaquim Adir, disse que o erro na hora da consulta tem ocorrido devido ao grande número de acessos à página da Receita na internet.

 “Espero que em pouco tempo o problema seja resolvido, mas já estamos tomando as providências. O acesso está grande”, afirmou Adir. Segundo ele, os técnicos estão criando um caminho alternativo para eliminar a falha.

 Dinheiro será depositado no dia 16

 Além das restituições referentes ao 2º lote do exercício de 2012, foram liberadas hoje para consulta restituições de declarações referentes aos anos de 2011, 2010, 2009 e 2008.

 O dinheiro será depositado no banco no dia 16 de julho. O calendário de pagamento dos lotes regulares de restituições começou no dia 15 de junho e vai até 17 de dezembro.

 A consulta pode ser feita na internet ou por meio do Receitafone, no telefone 146.

 Caso o valor não seja creditado no dia 16, o contribuinte poderá ir a qualquer agência do Banco do Brasil para requerer a restituição ou ligar para a central de atendimento do banco – 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos) – a fim de agendar o crédito nominal em conta-corrente ou poupança em qualquer banco.

 Os contribuintes com direito à restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) podem receber o aviso da liberação do dinheiro por mensagem de texto enviada para o telefone celular, previamente cadastrado.

 De acordo com a Receita, a mensagem será remetida sempre que a restituição for disponibilizada para resgate. O contribuinte poderá cancelar ou alterar o número do celular para o recebimento da mensagem SMS. Para fazer o cadastro, o contribuinte deverá acessar o site da Receita.

Fonte: Agência Brasil