Um homem na faixa dos 20 anos morreu no início da noite desta terça-feira (3) em Guariba (337 km de São Paulo) depois de ser contido pela polícia, que usou spray de pimenta.

Uma das hipóteses da morte era de asfixia por causa do spray –a polícia nega.

Segundo a Polícia Militar, o incidente ocorreu no final da tarde no Jardim Monte Alegre, periferia da cidade.

Bastante agitado, Alexandre Prata subiu no alto de um telhado e estava arremessando telhas em pessoas que passavam pela rua.

Depois, chegou ao batalhão da PM, chutou o portão e, aparentemente perturbado, dizia aos policiais que estava sendo perseguido.

Ainda de acordo com a versão da corporação, dois policiais precisaram contê-lo, com uso de spray de pimenta. Pouco depois, ele começou a passar mal e foi levado ao pronto-socorro central, onde morreu.

A polícia nega que a morte tenha relação com a forma que Prata foi contido. Segundo a PM, no laudo médico, consta como causa da morte infarto no miocárdio. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Fonte: folha.uol.com.br