O governo de Rondônia, através da Secretaria de Estado da Administração (Sead), está dando posse a mais 602 servidores da Secretaria de Justiça, da primeira turma do curso de formação, ocorrida em dezembro de 2011. São 527 agentes penitenciários e 75 sócio-educadores, aprovados no concurso realizado em 2010.
Os aprovados devem entregar a documentação para a posse na Gerência de Desenvolvimento de Recursos Humanos (GDRH) da Sead, onde recebem o manual do servidor, que traz a legislação de direitos e deveres, como foi o caso de Maurício da Costa Silva, de 42 anos, que foi cartorário até então. Ele veio de Brasília para fazer o concurso e foi aprovado. 
Maurício nasceu em Barras no Piauí, e conta que já havia trabalhado como educador no Distrito Federal com adolescentes em conflito com a lei. Este é o terceiro concurso que faz em Rondônia. “O primeiro foi em 2008 para a Polícia Civil; o segundo para a Anatel e agora o da Sejus”, explicou.
Após a aprovação, Maurício fez o curso de formação que durou três meses e terminou em dezembro. Enquanto aguardava para tomar posse, ficou hospedado no Sindicato dos Agentes Penitenciários (Singeperon). “Lá temos hospedagem e café da manhã. É um apoio fundamental até começarmos a trabalhar”, diz, comentando que a primeira vez que veio fazer concurso chegou de madrugada no aeroporto de Porto Velho e dormiu no banco de uma praça até amanhecer o dia para fazer a prova.
Ele vai trabalhar no presídio recém inaugurado próximo ao Urso Branco. Quando estiver fixado, vai trazer a esposa Paula Alves da Costa, que é enfermeira do trabalho, e a filha, de 11 anos, que ainda estão em Brasília. Ele acredita que Rondônia, por ser um Estado novo, ainda oferece oportunidades para as novas famílias se estabelecerem.
“Minha expectativa é de crescimento, porque já trabalho na área de ressocialização”, disse, informando que também está concluindo o curso de serviço social e pretende transferir para cá. “Acho que aqui há um leque maior de opções e possibilidade de renovação. Espero que minha esposa também consiga emprego logo”, informa.

Fonte: Decom