A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), o Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita) e a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) fazem nesta quinta-feira uma operação padrão em vários pontos da fronteira do País. A ação, que marca o Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras do País, tem como objetivo alertar a sociedade para os problemas que os servidores enfrentam atualmente nas áreas fronteiriças.

 Em Foz do Iguaçu a mobilização tem a  adesão em massa dos servidores da Polícia Federal, Receita Federal e Polícia Rodoviária Federal. Conforme a representante sindical do SINPEF/PR, Bibiana Orsi,  a operação padrão desenvolve-se nos postos da Ponte Internacional da Amizade e do Posto da PRF em Santa Terezinha de Itaipu. “Todos os veículos que passam pela BR277 estão sendo fiscalizados”, diz. 

 Na Ponte Internacional da Amizade filas grandes se formam, porém não há qualquer tumulto no local pois há mais de 200 servidores atuando.

 “Pretendemos levar ao conhecimento da população a falta de estrutura que estas instituições têm à disposição nas zonas inóspitas e de difícil provimento”, disse o diretor de Estratégia Sindical da Fenapef, Paulo Paes. Desde as 8h, os agentes abordam veículos e distribuem panfletos produzidos e padronizados pelas três instituições em âmbito nacional.

 As entidades também reivindicam a imediata implantação do “adicional de fronteiras” para aqueles que trabalham nessas regiões. Segundo as associações, é necessária a criação de um adicional remuneratório único para todos os servidores. As entidades ainda pedem que a indenização abranja servidores de áreas de difícil provimento, como é o caso da região Norte.

Fonte: Agência Fenapef com Terra