Quatro portarias do Ministério da Justiça publicadas nesta segunda-feira (19) no Diário Oficial da União prorrogam a permanência de tropas da Força Nacional de Segurança em dez estados do país, além da presença de policiais civis da unidade no Rio Grande do Norte.

Um dos textos considera que a Operação “Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras” (Enafron) da Polícia Federal, para coibir a entrada de armas, drogas e ilícitos na fronteira, necessita do apoio dos homens da Força Nacional por mais 90 dias nos estados de Amazonas, Acre, Amapá, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná e Santa Catarina.

Outra portaria prorroga o emprego da Força Nacional em apoio à PF e à Secretaria de Segurança Pública no Pará, por mais 120 dias, nas regiões indígenas e com problemas latifundiários.

Pelo texto, o objetivo da presença dos homens da Força é “promover a desintrusão dos não-índios da Terra Indígena Apyterewa, localizada no Município de São Félix do Xingu/PA, preservando a incolumidade física e o patrimônio dos envolvidos na questão”.

Além disso, foi prorrogada por mais 90 dias a atuação de policiais civis da unidade no Rio Grande do Norte, por mais 90 dias, em apoio às investigações de crimes no estado.

Também foi autorizada a operação em que a Força Nacional irá atuar em apoio às Forças Armadas e aos órgãos de segurança do estado do Mato Grosso do Sul na fronteira com o Paraguai por 180 dias, contados a partir desta segunda.

Fonte: G1