O secretário de Estado da Administração de Rondônia, Rui Vieira de Souza, garantiu na tarde de hoje, durante reunião com sindicalistas as consignações que corriam risco de não ser efetivadas, o que levaria os sindicatos representativos de servidores públicos a prejuízos irreparáveis.
De acordo com Rui Vieira, as consignações serão feitas pelo sistema próprio do Governo do Estado, e não mais pela empresa terceirizada responsável pelo serviço, que teve seu funcionamento suspenso por determinação do Tribunal de Contas do Estado por irregularidades. 
A suspensão das consignações foi denunciada na última sexta-feira por dirigentes sindicais e uma reunião às pressas foi realizada no Tribunal de Contas, entre o conselheiro Wilber Coimbra, o secretário-chefe da Casa Civil, Juscelino Amaral e o secretário de Administração, Rui Vieira.
A preocupação dos sindicalistas é que as consignações sejam feitas antes do fechamento da folha para evitar prejuízos, do tipo desconto indevido. Vários servidores correm o risco de ter desconto em seus contracheques no próximo pagamento, caso as consignações não sejam efetivadas.
Uma próxima reunião está marcada para quarta-feira (07.03) na Sead, inclusive com a participação de um representante da Gerência da Folha de Pagamento. Participaram da reunião o presidente do Simporo, Clay Milton Alves e representantes do Sinsepol (Polícia Civil) e Singeperon (Agentes Penitenciários).

Fonte: rondoniagora